saúde bucal na terceira idade(1)

17-08-2021

4 cuidados com a saúde bucal na terceira idade

Os cuidados com a saúde bucal na terceira idade são extremamente importantes, tanto para o bem-estar geral dos pacientes quanto para a manutenção de uma boa qualidade de vida e autoestima.

No entanto, de acordo com uma pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil possui aproximadamente 39 milhões de cidadãos que sofrem com a perda dentária, sendo que 41% destas pessoas têm mais de 60 anos.

Isso acontece porque os problemas com a escovação dental, mobilidade e a falta de assistência médica, bem como a ingestão de alguns remédios de controle e enfermidades sistêmicas são fatores que colaboram com a danificação das estruturas dentais.

Ao destacar a assistência médica é necessário reforçar que o acompanhamento regular com odontologistas é fundamental para identificar quais os ofensores que estão impactando a saúde bucal e quais procedimentos e cuidados específicos necessários a longo prazo.

Com isso, seja por meio de um convenio odontologico para MEI, Sistema Único de Saúde ou em consultas particulares, a visita a cada seis meses – ou períodos menores se houver alguma condição de saúde como diabetes e hipertensão – de modo que as profilaxias e possíveis manutenções de tratamento sejam realizadas com qualidade.

Inclusive, os problemas e doenças que atingem a cavidade nessa faixa etária afetam muito mais do que apenas a aparência dos dentes e, por isso, merecem uma atenção e cuidados redobrados.

 

Cuidados necessários com a saúde bucal na terceira idade

 

Muitos pacientes ainda acreditam que o cuidado com a integridade dental está relacionado, exclusivamente, com questões estéticas ou superficiais.

Contudo, as doenças bucais são capazes de causar problemas que afetam todos os aspectos da vida das pessoas.

Afinal, além das interferências cosméticas causadas devido ao edentulismo, a perda dos dentes pode representar um grande empecilho para a construção de uma vida mais ativa e independente para os idosos, uma vez que ela compromete a comunicação e o processo mastigatório.

Mas, em conjunto com esses problemas, as patologias orais mais graves – como as cáries e as periodontites – ameaçam também o bem-estar de todo o organismo, visto que essas bactérias podem infectar a corrente sanguínea, originando doenças como:

  • Enfermidades cardiovasculares;
  • Aumento na incidência de pneumonias;
  • Tendência ao desenvolvimento de diabetes;
  • Probabilidade do acometimento de doenças degenerativas;
  • Artrite, entre outras.

Por isso, é fundamental que os pacientes idosos, ou os seus cuidadores, estejam cientes desses 4 cuidados bucais que podem prevenir o surgimento dos quadros de saúde e ainda deixam o sorriso mais bonito.

 

Atenção com uma higienização adequada

 

A escovação de toda a cavidade oral é a principal forma de controlar a reprodução bacteriana e impedir a formação do biofilme dental, responsável pelo desgaste das estruturas dentais e pela inflamação das gengivas.

Assim, é preciso que os pacientes escovem os dentes e as próteses dentárias três vezes ao dia, ou após as alimentações, utilizando um creme dental com alta concentração em flúor e uma escova com cerdas macias.

 

Beba muita água

 

Como a boca tende a ficar mais seca com o passar dos anos, é essencial que o público idoso se hidrate com mais frequência.

Isso porque a água é uma das melhores formas de estimular a produção salivar que, por sua vez, protege os dentes da ação microbiana.

Quem sofre com a xerostomia causada por medicamentos deve procurar uma consulta odontológica – que pode ser acessada por meio de um convenio odontologico empresarial – que permita que o médico indique um lubrificante oral para ajudar a remediar os casos mais extremos.

 

Siga uma dieta balanceada

 

A dieta equilibrada é fundamental em todas as idades, mas como o corpo tende a ficar mais sensível com o tempo, essa atenção é ainda mais necessária durante a terceira idade.

Assim, evite alimentos ricos em açúcares, gorduras e carboidratos de fácil absorção.

Enquanto isso, dê preferência a frutas, legumes e hortaliças que fortaleçam o sistema imunológico e as estruturas dentais.

 

Não fuja a aplicação do flúor ou do fio dental

 

Investir em um plano odontologico PME, ou em qualquer outro tipo de assistência odontológica, pode ser muito benéfico para a manutenção de uma boa saúde bucal.

Isso ocorre porque esses serviços facilitam o acesso a tratamentos como a aplicação do flúor, que é essencial para o público mais velho.

Juntamente com esses procedimentos, o fio dental deve ser utilizado duas vezes ao dia para impedir inflamações, infecções nos tecidos gengivais e para evitar o aparecimento do tártaro ou das placas bacterianas.

 

Os principais desafios para manter a qualidade de vida

 

Existem muitos desafios para manter uma boa qualidade de vida e uma saúde em perfeitas condições durante a terceira idade. Esses contratempos podem exigir atenção e dedicação constante.

No entanto, o cuidado com as problemáticas bucais podem ser superadas com facilidade quando o paciente possui um plano odonto PME e realiza acompanhamentos periódicos com o dentista.

Isso porque, essas consultas são essenciais para a realização de uma limpeza profunda, que visa remover as formações bacterianas que não podem ser acessadas pelo paciente.

Além disso, o médico pode aplicar o gel de flúor para fortalecer o esmalte dentário e para combater as cáries.

Esse serviço odonto empresarial também permite a identificação e o tratamento precoce de patologias, que podem se agravar e causar prejuízos em toda a saúde do organismo.

Assim, a recomendação geral é de que todos os pacientes façam uma visita ao dentista duas vezes ao ano.

Conteúdo desenvolvido pela equipe do Conviva Melhor, blog criado com o intuito de melhorar a saúde e o bem-estar por meio de conteúdos que reforçam a importância dos cuidados regulares.