alimentos reguladores

11-12-2020

Conheça os benefícios dos alimentos reguladores

Você sabe o que são os alimentos reguladores? Entenda a importância deles para a saúde do idoso.

 

Temos conversado nos últimos posts sobre como termos qualidade de vida na terceira idade e como ter longevidade com alegria e disposição. E para conquistar estes objetivos, além de uma rotina de atividades físicas, manter uma alimentação balanceada e diversificada também é fundamental. Para conhecer a importância dos alimentos reguladores, no nosso post de hoje vamos entender exatamente a sua função e os seus benefícios para a terceira idade. Gostou? Vamos juntos, então!

 

 

 

Função dos alimentos

 

Você já ouviu falar de alimentos reguladores? Não! Calma. Antes de explicar o que são os alimentos reguladores, é importante entender as diferentes funções dos alimentos e as suas categorias:

 

  • Alimentos Energéticos: esse grupo de alimentos garante o vigor para as atividades diárias e o funcionamento do metabolismo. Exemplos: os carboidratos, como o arroz, macarrão, batata, mandioca, pães e farinhas.
  • Alimentos Construtores: têm a função de recompor e manter os tecidos musculares e ósseos. Exemplo: as proteínas de origem animal, tais como a carne bovina, carne de frango, peixe, ovos, leite; assim como as leguminosas, tais como feijão, lentilha, ervilha e soja.
  • Alimentos Reguladores: responsáveis por facilitar a ingestão e absorção de nutrientes, garantindo o funcionamento do sistema digestivo e o transporte de vitaminas por todo o organismo. Exemplos: frutas, verduras e legumes. É neste grupo, os alimentos reguladores, que encontramos o potássio.

 

 

Potássio: principais recomendações

 

De acordo com a Sociedade Brasileira de Nefrologia, o potássio é um elemento fundamental para o funcionamento dos músculos de todo o corpo, incluindo aí os músculos do coração. Além disso, o potássio também é essencial para as células nervosas. Contudo, o seu excesso pode trazer complicações bem sérias. Por exemplo, nos músculos pode causar fraqueza ou cãibras enquanto no coração, pode enfraquecer os batimentos ou, até mesmo, provocar uma parada cardíaca.

Por isso, muitas vezes com o avançar da idade, é importante reduzir e limitar a ingestão de alimentos ricos em potássio. Exemplos de alguns alimentos ricos em potássio: frutas secas, tomate seco, extrato de tomate, caldo de cana, frutas oleaginosas (amendoim, castanhas), chocolate, caldas de frutas e compotas e suco de frutas concentrados.

Uma dica para diminuir a quantidade de potássio dos alimentos é através do cozimento em água que reduz 60% do potássio das frutas e legumes.

 

 

 

A importância da boa nutrição na terceira idade

 

Como estamos vendo, é muito importante consumir alimentos de todos os grupos, visto que eles possuem funções diferentes. Assim, uma alimentação correta, balanceada e diversificada pode melhorar diversos aspectos do organismo. Quando chegamos na terceira idade é fundamental garantir que determinadas funções do organismo sejam contempladas através de alimentos que garantam nutrientes específicos.

Além disso, com o avanço da idade ocorrem também algumas modificações no organismo que, por sua vez, alteram a necessidade nutricional de cada indivíduo. Ou seja, com o avanço da idade o nosso corpo muda. Dentre as principais modificações, temos:

 

  • aumento da massa gordurosa;
  • diminuição da massa magra (músculos);
  • alterações na visão, no olfato, na audição e no paladar;
  • diminuição da saliva.

 

 

 

Alimentos reguladores: dicas para uma nutrição equilibrada na terceira idade

 

De acordo com o Ministério da Saúde, é importante o consumo de vegetais e frutas frescas. Esse grupo dos vegetais e do grupo das frutas, que fazem parte dos alimentos reguladores, apresentam funções semelhantes, pois fornecem todas as vitaminas, minerais e fibras de que precisamos para que o organismo funcione bem. Por isso, é importante manter uma dieta com o consumo de frutas, sucos naturais e vegetais. Trouxe aqui alguns exemplos deliciosos para diversificar as nossas refeições:

 

  • Morango;
  • Abacaxi;
  • Melão;
  • Caqui;
  • Ameixa;
  • Laranja;
  • Tomate;
  • Banana;
  • Abacate;
  • Cenoura.

 

Outra excelente fonte de alimentos reguladores são as folhas verdes. As folhas verdes é uma excelente fonte de fibras alimentares, vitaminas e sais minerais. Por exemplo, a chicória crua ajuda a regular o nível glicêmico e é muito importante para os diabéticos. Uma outra boa opção é o alface, que tem cálcio e vitaminas A, B e C. Além disso, as folhas verdes contêm alta quantidade de ácido fólico, importante para a produção de glóbulos vermelhos.

 

 

E quais são os benefícios dos alimentos reguladores?

 

O consumo equilibrado e adequado de alimentos reguladores traz diversos benefícios para as pessoas, inclusive para nós, idosos, tais como:

 

  • Fortalecimento da pele, cabelo e unhas;
  • Combate a doenças cardiovasculares, muitas vezes comuns na terceira idade;
  • Melhoria da imunidade;
  • Melhoria na função intestinal;
  • Colabora para a saúde visual.

 

Gostou de conhecer mais sobre a importância dos alimentos reguladores na terceira idade e exemplos de alimentos simples e acessíveis que podemos colocar na nossa rotina alimentar? E que tal continuar se informando e aprendendo cada vez mais sobre o nosso universo? Se você quer informações relevantes e direcionadas, separei aqui 5 (cinco) outros posts que, certamente, vão te interessar. Quer ver?

 

Senilidade e senescência: entenda as principais diferenças;

Pressão normal: cuidados para minha saúde;

Idosos no Brasil: um retrato geral;

Terceira idade: Manual do novo idoso – tudo o que você precisa saber;

Longevidade: como envelhecer com qualidade de vida.

 

E para não perder nenhum conteúdo, acesse sempre Oversixty e acompanhe todas as novidades relacionadas ao nosso mundo dos idosos.