meditação para idosos

24-06-2020

Meditação para idosos: principais benefícios para a saúde

Entenda a importância da prática da meditação na terceira idade e comece hoje mesmo a praticá-la.

O envelhecimento comum na terceira idade pode ser muito assustador para muitas pessoas, gerando muitas dúvidas e incertezas. Porém, o envelhecimento é biologicamente natural e aprender a conviver com esse novo contexto é fundamental para manter a qualidade de vida. E com o intuito de promover um melhor autoconhecimento, assim como outros benefícios, muitos de nós, idosos, começamos a praticar a meditação.

O próprio Ministério da Saúde (2018) pontua que, para as pessoas idosas que apresentam capacidade funcional alta e estável é recomendado trabalhar com práticas integrativas e complementares e, dentre elas, destaca a meditação. Dentre os pontos positivos, estão:

  • Autoconhecimento;
  • Bem-estar físico;
  • Bem-estar emocional;
  • Bem-estar social;
  • Autonomia.

Além disso, o Ministério da Saúde também destaca que a prática de meditação contribui para o controle da hipertensão arterial.

 

Meditação: entendendo esta prática

Afinal, o que é meditação? A origem da palavra meditação vem do latim meditare, que significa em uma tradução livre “voltar-se para dentro, para o centro desligando-se do mundo externo”. Assim, a meditação é uma prática milenar de autoconhecimento e de autocontrole. O seu grande objetivo é promover a concentração, a tranquilidade e o foco no presente. Apesar de ter muita confusão sobre a temática, a meditação não tem caráter religioso. Além disso, a meditação pode ser utilizada em várias esferas diferentes, como a prática da meditação guiada para dormir.

 

A meditação e a saúde do idoso

O próprio envelhecimento do nosso corpo traz diversas limitações. Porém, a adoção de hábitos saudáveis, tais como a alimentação e a atividade física, podem contribuir para um desaceleramento destas condições. E a meditação é uma prática que pode auxiliar a um envelhecimento mais saudável e ativo.

Como, muitas vezes, associado ao próprio envelhecimento temos a diminuição da nossa independência, a prática da meditação pode melhorar a nossa percepção acerca do que está acontecendo com nosso corpo e mente e, com isso, encarar o envelhecimento como maior naturalidade e compreensão, pois a meditação promove um maior autoconhecimento.

 

Principais benefícios da meditação para os idosos

Preocupar-se em integrar bons hábitos na rotina diária deve ser uma preocupação de todos nós, independente da nossa faixa etária. Porém, quando chegamos na terceira idade, nossas preocupações acabam sendo direcionadas, em parte, para a nossa saúde. E, neste contexto, a prática da meditação pode ser interessante para ser incluída no nosso cotidiano, pois ela é muito fácil de ser implementada, não dependendo de acessórios específicos ou ambientes mais adaptados.

E quais são os principais benefícios da meditação para nós, idosos?

 

Melhoria da respiração

A meditação foca no controle da nossa respiração (a respiração coordenada). Com isso, problemas relacionados com falta de ar ou, até mesmo, a respiração descoordenada, podem ser amenizados com a prática regular da meditação.

 

Postura mais ereta

Para a prática correta da meditação, é necessário posicionar a coluna ereta e alinhada. Porém, se o idoso tiver limitações físicas que impedem esse posicionamento mais correto, também não é proibitivo para a prática. Como a meditação promove um posicionamento mais alinhado, a tendência é que a gente implemente essa “nova postura” no nosso dia a dia, pois ficaremos mais atentos mesmo quando não estivermos praticando a meditação.

 

Prevenção de doenças

Como a prática de meditação pode ajudar a combater o estresse, ela ajuda a minimizar problemas relacionados com a insônia e depressão, por exemplo. Além disso, há estudos que começam a apontar que a prática da meditação auxilia na redução do risco de Alzheimer.

O Ministério da Saúde explica que o Alzheimer é uma doença neurodegenerativa progressiva que se manifesta apresentando deterioração cognitiva e da memória de curto prazo e uma variedade de sintomas neuropsiquiátricos e de alterações comportamentais que se agravam ao longo do tempo.

Um outro estudo avaliou os efeitos fisiológicos e psicológicos de algumas técnicas de meditação em idosos hipertensos.

 

Aumento da disposição

Esse mesmo estudo da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) também concluiu que a prática de meditação pode melhorar alguns aspectos da qualidade de vida do idoso, pois como a prática da meditação diminui a frequência cardíaca, além do relaxamento, isso acaba irrigando mais o cérebro e aumentando a concentração de hormônios ligados a sensação de bem-estar, como dopamina e serotonina. Desta forma nós, idosos, passamos a sentir uma maior disposição no dia a dia, além de gerar mais atenção para realizar as tarefas diárias e gerando benefícios até para a memória.

 

Qualidade do sono

A prática regular da meditação também pode colaborar para a melhoria da qualidade do sono que, muitas vezes, apresenta distúrbios quando atingimos a terceira idade.

 

Meditação na terceira idade: como começar a praticar

Não se cobre muito tentando já praticar a meditação durante muito tempo diariamente. É possível começar de maneira gradativa, sem pressões. Inicie com a prática de 10 minutos por dia e, aos poucos, vá aumentando até chegar a 25 minutos diários.

 

Comece agora

Quer começar a praticar a meditação e não sabe como? Trouxe aqui um vídeo de 32 minutos com uma aula prática de yoga com posturas de alongamento, relaxamento e meditação, tudo isso orientados para nós, idosos. Para começar, clique abaixo:

Quando chegamos na terceira idade, é fundamental adotar práticas mais saudáveis que nos ajudem a manter uma qualidade de vida mesmo com o avançar dos anos. Para sermos ativos e independentes precisamos, em primeiro lugar, adotar uma postura de autoconhecimento sobre quem somos e nossas limitações.

Está gostando de se informar cada vez mais? Separamos aqui dois outros posts que, certamente, vão te interessar: “Envelhecimento ativo: tudo o que você precisa saber para ter saúde na terceira idade” e “Atividade física na terceira idade: os cuidados e os exercícios mais indicados”.

E para não perder nenhum conteúdo, acesse sempre Oversixty e acompanhe todas as novidades relacionadas à terceira idade.