Vacinação contra Covid-19

29-01-2021

Vacinação contra Covid-19: o que o idoso precisa saber

Entenda por que os idosos são considerados grupo de risco, veja quais são os tipos de vacinas disponíveis no mundo e no Brasil e verifique as questões principais sobre a vacinação contra a Covid-19 e a terceira idade

 

Começou a vacinação contra a Covid-19 no Brasil. Apesar do alívio que isso traz, surgem também algumas dúvidas. Por isso, para responder as principais perguntas que nós, idosos, temos, o post de hoje é sobre a vacinação contra a Covid-19 e tudo que as pessoas da terceira idade precisam saber.

Gostou? Vamos juntos!

 

 

 

Idosos e Covid: por que somos grupo de risco?

 

Antes de falarmos sobre a vacinação contra Covid-19, uma questão que é muito perguntada entre nós, idosos, é: afinal, por que as pessoas na terceira idade são consideradas grupo de risco? Temos mais chance de contrair a Covid-19?

Para entendermos um pouco mais o que acontece com os idosos: segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Sul, a letalidade aparente da Covid-19 entre idosos com 80 anos ou mais passa de 25%.

Além disso, outro dado surpreendente. Apesar de 80% dos casos confirmados da doença serem diagnosticados entre adultos e adultos jovens, 80% do total de mortes relacionadas à infecção aconteceram entre idosos (Fonte: Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia – SBGG).

Ou seja, nós somos grupo de risco porque temos maior risco de desenvolvimento da forma grave da doença, a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRGA). Como o número de comorbidades, como diabetes mellitus e problemas cardíacos, tende a aumentar com a idade, cresce também a vulnerabilidade às mais diversas condições (Fonte: Secretaria de Saúde dos Estado de Minas Gerais). Além disso, mesmo sem comorbidades, o avanço da idade faz com que o organismo diminua a sua capacidade de combater as infecções. Tudo isso contribui para que os idosos sejam enquadrados no grupo de risco.

 

 

 

Tipos de vacinas disponíveis no Brasil

 

Uma outra dúvida em relação à Covid-19 é acerca da polêmica das vacinas: tem vacina boa e vacina perigosa? Calma! Para acalmar meus companheiros mais temerosos, trouxe aqui algumas informações atualizadas.

 

Há 6 (seis) vacinas principais contra a Covid-19 no mundo:

 

  • Oxford-AstraZeneca;
  • Moderna;
  • Pfizer-BioNTech;
  • Gamaleya (Sputnik V);
  • Bharat Biotech;
  • Sinovac (Coronavac): É conhecida por nós, brasileiros, de maneira carinhosa como a vacina do Butantan.

 

Para uso emergencial no Brasil, até o momento a agência reguladora (Anvisa) autorizou duas vacinas. A Oxford-AstraZeneca e a Coronavac (Butantan).

 

 

 

Quando começa a vacinação contra a Covid-19 para os idosos no Brasil?

 

É necessário entender que os direcionamentos dos órgãos públicos têm mudado nas últimas semanas; visto que tudo é muito novo e há sempre novos desafios para serem levado em consideração. Pelo atual Plano Nacional de Imunização contra a Covid-19 do Ministério da Saúde há 3 (três) fases de vacinação, sendo os grupos prioritários em cada fase:

 

  • Primeira Fase: Trabalhadores da saúde e pessoas com 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência (como asilos e instituições psiquiátricas);
  • Segunda Fase: Pessoas de 60 a 74 anos;
  • Terceira Fase: Pessoas com as seguintes comorbidades: diabetes mellitus, hipertensão arterial grave, doença pulmonar obstrutiva crônica, doença renal, doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, indivíduos transplantados de órgão sólido, anemia falciforme, câncer e obesidade grave.

 

Ou seja, a depender da idade do idoso, da sua atuação profissional e se ele se encontra institucionalizado ou não, a fase de vacinação contra a Covid-19 para idosos no Brasil pode ser durante a primeira ou segunda fase (se não tiver mudanças no Plano Nacional – é possível que haja).

Por isso, é importante acompanhar as atualizações de cada estado. Eles têm autonomia para fazer a distribuição das vacinas e definir suas prioridades com base nas recomendações do Ministério da Saúde.

Além disso, o Ministério da Saúde explica que, nesta primeira etapa da vacinação, a população geral não deve procurar os postos de saúde. Ou seja, nada de sair de cada e fazer aglomeração de maneira desnecessária.

Como os grupos prioritários desta fase inicial são mais controlados, como no caso das pessoas institucionalizadas, a vacinação irá até eles. Conforme os laboratórios disponibilizem mais doses das vacinas adquiridas pelo Ministério da Saúde, outras populações que integram os grupos prioritários serão chamadas.

 

 

 

Vacina contra Covid-19 e idosos: é segura?

 

Para responder de maneira direta: sim, é seguro. E é para vacinar. E não sou eu quem afirmo isso, é a Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG). Em posicionamento oficial, a entidade manifestou-se favorável à ampla e imediata vacinação de idosos no Brasil, sobretudo direcionada aos mais expostos e suscetíveis às graves formas da Covid-19, suas complicações e a morte:

 

  • Idosos frágeis;
  • Idosos portadores de doenças crônicas (incluindo aqui a demência);
  • E idosos moradores de ILPI (Instituições de Longa Permanência para Idosos).

 

 

O idoso que já teve Covid-19 pode se vacinar?

 

Sim, pode. Até o momento, não há evidências científicas de qualquer risco com a vacinação de indivíduos com histórico de contaminação pela Covid-19.

Outro ponto também relevante: como há casos de reinfecção, não há evidências de que quem pegou a doença já esteja automaticamente imunizado, conforme explica a Secretaria de Saúde do Estado do Paraná.

Então, por enquanto, há orientação é que: mesmo quem já teve Covid-19, pode receber a vacinação.

 

 

 

Outras vacinas que têm os idosos como público

 

Há muitas vacinas disponibilizadas no Brasil, cada uma com um objetivo e indicada para uma faixa etária. No caso das vacinas para idosos, há a indicação para as seguintes doenças (Fonte: SBGG):

 

  • Influenza;
  • Pneumocócica;
  • Tétano e Difteria;
  • Hepatite B;
  • Febre Amarela.

 

Por isso, nada de cair em fake News sobre a vacinação contra a Covid-19, ok? E que tal continuar se informando e aprendendo cada vez mais sobre o nosso universo? Se você quer informações relevantes e direcionadas, separei aqui 4 (quatro) outros posts que, certamente, vão te interessar. Quer ver?

 

Queimadura de sol: quais são os principais cuidados que se deve ter com a pele na terceira idade?

Longevidade: como envelhecer com qualidade de vida

Como parar de fumar: dicas práticas para ter uma vida mais saudável na terceira idade

Exercícios de flexibilidade: como se cuidar na terceira idade

 

E para não perder nenhum conteúdo, acesse sempre Oversixty e acompanhe todas as novidades relacionadas ao nosso mundo dos idosos.